Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Vilas por População!!
Sab Set 22, 2018 1:55 pm por Felipe

» Segredos Zhentarim!!
Sab Set 22, 2018 10:36 am por Felipe

» Casa Olori - Tecendo Teias!!
Sex Set 21, 2018 4:47 pm por Felipe

» Lágrimas de um Caçador - Penitência Divina!!
Sex Set 21, 2018 4:46 pm por Felipe

» Formas Selvagens por Nível de Druida!!
Sex Set 21, 2018 3:18 pm por Felipe

» Furiosos: Elencarnë!!
Sex Set 21, 2018 10:26 am por Felipe

» Cadeia-de-Comando Zhentarim!!
Qui Set 20, 2018 10:46 am por Felipe

» cadeia-de-Comando - Dragões Púrpura e Magos de Guerra!!
Qui Set 20, 2018 10:45 am por Felipe

» Rascunho - LaheHeaven
Ter Set 18, 2018 8:09 pm por Felipe

Setembro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Calendário Calendário

Os membros mais marcados


Epílogo - A Vitória!!

Ir em baixo

Epílogo - A Vitória!!

Mensagem por Felipe em Seg Ago 28, 2017 11:47 am

O guerreiro observava a tudo do alto da colina. O coração apertava vendo a árdua batalha daqueles que um dia chamou de amigos. Mas era necessário, era um sacrifício dolorido, mas tudo que podia fazer era esperar.

Então, quando as areias da morte tomaram conta do lugar, finalmente ele apareceu. O verdadeiro rosto por trás dos planos.



O goblin de feições demoníacas exalava a maldade, e as trevas que escapavam de sua boca devoravam aqueles à sua volta, fazendo uma falange inteira de Shamas-rubras fugir, mas a maior parte terminou morrendo pelo toque das trevas, e o goblin, agora transfigurado em sua real aparência, alça vôo. Ele iria investir pessoalmente. estava cansado de intermediários inglórios, e de ter mandado tantos assassinos contra os Andarilhos, e ver um a um deles ser morto sem sucesso em sua missão.



Ghaznet, o Horror da História de Cormyr ganhava o ar,os afiadíssimos dentes despencariam do céu, e enfim o último dos Andarilhos cairia. E isto marcaria o início do fim para Cormyr.

========================================

O guerreiro esperou até o último minuto. Pois a criatura era forte demais. E a única forma de feri-la era em sua real forma. qualquer outra seria apenas um escudo, e facilmente ele se recuperaria.



O guerreiro se levanta e desembainha a espada, e pela primeira vez em muitas dezenas desfralda as imponentes asas. Os homens das montanhas que o observavam pensavam tratar-se de um louco, um homem derrotado e enlouquecido. Mas ver aquelas asas imponente mudava tudo.

Ao desembainhar a espada, até então feita de pedra, ela brilha com runas poderosas e palavras indecifráveis. Eram as palavras dos Deuses, escritas ali por poderosos seres celestiais.

Ele alça vôo e ganha as alturas.

============================================

As areias caíam, e do alto podia-se ver os últimos personagens daquele campo de batalha deixando o lugar.
Um grupo de drows, tendo cumprido suas ordens e executado um traidor de sua raça, voltavam para as montanhas em busca de seus reinos de sombras.
Orcs e goblins fugiam, deixando seus comandantes para trás. Seria melhor encarar a chibata do que morrer naquelas areias mortais. Ghaz os exterminaria depois por sua deserção. Seu alvo agora eta outro.

O general estava caído, indefeso, vulnerável. Mesmo os bárbaros que se aproximavam não poderiam impedi-lo. Ele mesmo mataria o último dos Andarilhos ainda em pé.



Mas então um brilho intenso projetou sua sombra no chão, apertando os bárbaros de sua presença macabra. Pensando tratar-se de algum mago, a fera volta sua atenção para o alto. Iria exterminar a fonte daquela luz antes de mais nada.
INSOLENTE!!

Mas seus olhos se arregalam, apavorados. Não era um mago, ou uma criatura qualquer.
Um raio condensado em arma desce das nuvens direto sobre seu corpo, atravessando todo seu poder com uma facilidade surpreendente. A espada criada pelos Anjos foi feita para aquele momento. E cada runa brilhava, concedendo ainda mais energia para seu portador, transformando-se num verdadeiro flagelo de fúria divina.

A Ira de Deus desce contra o ghaznet, desintegrando seu corpo completamente. Seu brado ressoa como um poderoso trovão, e os bárbaros olham para o alto a tempo de ver uma aparição dos céus.



Ele brilha por um instante, certificando-se de que houvessem sobreviventes, e que todos tivessem a certeza de que as forças do bem também pairavam sobre as montanhas, além das feras do Abismo, o Céu também faria parte de suas vidas.

Haviam sobreviventes dos dois lados, bons e ruins, mas caberia àqueles homens encontrá-los, persegui-los e trazê-los à justiça dos homens.

Satisfeito pelo dever cumprido, tanto demônio quanto seu obscuro invocador foram derrotados, Aiolos voa para longe. Ainda havia muito a fazer naquelas montanhas, e sua proteção seria necessária na reconstrução daquelas fronteiras.
De longe, olharia pelos homens que lutaram a seu lado. Pois seu papel era muito maior do que estar ali entre os homens.

=============================================

Epílogo:

A Besta observava de longe, vendo a derrota de tantos dos seus. E sorria satisfeito. Os olhos amarelos pairavam sobre as terras, vendo ao longe os traidores que perseguiria e destruiria. Tudo a seu tempo.

A Guerra estava terminando, e seu caminho estava livre para buscar os segredos das montanhas. Os magos iriam se concentrar nos rumores e na queda do demônio. Assim, ele estava livre para vasculhar, para pesquisar e encontrar o antigo templo, seus tesouros e seus segredos ancestrais.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 4006
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum