Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Vilas por População!!
Hoje à(s) 1:55 pm por Felipe

» Segredos Zhentarim!!
Hoje à(s) 10:36 am por Felipe

» Casa Olori - Tecendo Teias!!
Ontem à(s) 4:47 pm por Felipe

» Lágrimas de um Caçador - Penitência Divina!!
Ontem à(s) 4:46 pm por Felipe

» Formas Selvagens por Nível de Druida!!
Ontem à(s) 3:18 pm por Felipe

» Furiosos: Elencarnë!!
Ontem à(s) 10:26 am por Felipe

» Cadeia-de-Comando Zhentarim!!
Qui Set 20, 2018 10:46 am por Felipe

» cadeia-de-Comando - Dragões Púrpura e Magos de Guerra!!
Qui Set 20, 2018 10:45 am por Felipe

» Rascunho - LaheHeaven
Ter Set 18, 2018 8:09 pm por Felipe

Setembro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Calendário Calendário

Os membros mais marcados


A tropa, opositora ou aliada?

Ir em baixo

A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Morë Olori em Sab Jan 06, 2018 1:24 am

* Depois de mais calmo e com alguma de suas coisas resolvidas, Morë convida Barduk e Henri a irem até a tropa, para resolverem e saberem o que afinal pretenderão ali. É o drow que ainda pesado pelo acontecido que começa o assunto com o comandante em exercício da tropa*

- Creio que todos passamos por uma experiência no mínimo perturbadora. Mas, mesmo querendo manter as etiquetas, vou me adiantar, pq da última vez que tentei um diálogo mais vagaroso, logo uma tragédia aconteceu.

*ele pensa as palavras com cuidado, não queria mais problemas*

- O que pretendem fazer aqui, no momento? Estamos passando por um momento de consolidação da tentativa de paz na região, e não há espaço para existirem mais contendas. Ao contrário, se a lendária tropa élfica estivesse ao nosso lado, seria de grande ajuda.

* O drow da dois passos para trás, agora deixando Henri e Barduk à frente *


Última edição por Morë Olori em Sab Jan 06, 2018 9:50 am, editado 1 vez(es)
avatar
Morë Olori

Mensagens : 1127
Data de inscrição : 13/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por rodamorim em Sab Jan 06, 2018 9:04 am

A fala era distante de onde estava a tropa!
Olhando com calma para o Drow e concordando com suas colocações.
- Eles não seguiram um Mestiço que além de tudo foi preso e nem um Drow...
Parando e pensando um pouco e logo continua.
- Apenas Finn seria o comandante que eles buscavam, mas agora ele é perdeu todo o respeito que tinha por acreditar de mais naqueles diabos, que vou falar são fodas pacas ein (olho arregalado).
Respirando profundamente.
Não gosto daquele orelhudo, mas agora temos que ajudar ele, pensando em nós!
avatar
rodamorim

Mensagens : 347
Data de inscrição : 16/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Felipe em Sab Jan 06, 2018 12:33 pm

Barduk se lembra de Sig, e sua frase mais significativa:
"Quantos dedos tem em sua mão?"
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3992
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Felipe em Dom Jan 07, 2018 4:02 pm

Seu nome é Hallamar Mornmist, atual comandante do lendário Akh´Velahr depois do assassinato de seus líderes pelas mãos de Nym, um poderoso assassino fey´ri.



Mantendo a ordem da força, por mais que suas intenções ainda fossem um mistério, ele revela o seguinte:
Foram convocados pela lenda de um poderoso elfo bladesinger, um comandante prometido que os lideraria numa guerra de retomada das terras de Cormanthyr, banindo de uma vez as forças conquistadoras Fey´ri, Drows e Demônios espalhados pela floresta.

A guerra ainda era uma ameaça, e enfrentar as forças abissais que se erguiam impunes na floresta era a única maneira de proteger a história élfica, resgatar seus tesouros e impedir uma invasão impensável ao santuário de Evermeet.
Sob a guia de Faelar Goldpetal, um Alto mago que os tem liderado através de sonhos e visões, eles têm marchado e obtido valiosas vitórias em seu caminho através das montanhas.
Mas em algum momento as coisas mudaram. As visões pararam, e se tornaram pesadelos.

Vários magos humanos foram encontrados, contando histórias (distorcidas, pelo que sabem) de como o bladesinger lendário corrompeu-se com o poder que obtivera em suas andanças. Cobiçado pelo próprio Tirano, ele carrega tesouros perigosos demais para ficarem soltos pelo mundo, e sua imaturidade coleciona inimigos em seu rastro. Inimigos que não o atingem, mas que são mortais àqueles que o cercam, e com quem parece não se importar em seu caminho de conquistas ambiciosas.

O novo comandante da tropa admite que a maior parte preferia não acreditar na visão humana de um lendário elfo, mesmo que o Akh´Faer não estivesse disposto a deixá-lo livre se a ameaça que representa fosse confirmada.
Então tudo aconteceu, os líderes Akh´Velahr e Akh´faer, assassinados, os combatentes mais experientes da tropa lendária.
Aos demais restou reunir os pedaços da história e decidir se Finn representa mesmo uma ameaça ou é apenas um demente tentando tornar-se famoso, como tantos outros aventureiros bladesingers antes dele.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3992
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Morë Olori em Dom Jan 07, 2018 5:05 pm

*o druida ouve com atenção e vai acenando a cabeça a medida que vai ouvindo as considerações*

- O el...Finn é uma figura controversa,como ja disse confesso nao ter uma relação agradável com ele mas me parece, ao bem da verdade, que é alguém que precisa... Humm estabelecer-se em um lugar para reconquistar sua identidade e assumir responsabilidade sobre algo. Talvez vocês possam ajuda-lo com isso.

* se retirassem no dali talvez finalmente se veria longe daquele embuste, mas reconhecia que Finn tbm era responsavel por algum tipo de respeito(ou temor) dos demais, entretanto, Olori o culpava em primeiro lugar por aquela tragédia e pela fala da comandante, não era o único a ter dúvidas sobre o respeito que o elfo agora poderia causar ou não...*

-Mas minha sra, pretendem se estabelecer na região ? Seria um grande auxílio.
avatar
Morë Olori

Mensagens : 1127
Data de inscrição : 13/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Felipe em Dom Jan 07, 2018 7:47 pm

- Senhora?
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3992
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Morë Olori em Dom Jan 07, 2018 8:36 pm

* Percebe a gafe*

- Desculpe, minha cabeça buscou uma lembrança

_________________
avatar
Morë Olori

Mensagens : 1127
Data de inscrição : 13/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Felipe em Dom Jan 07, 2018 8:40 pm

- Finn saberá de Finn enquanto não for uma ameaça declarada. O Akh´Velahr voltará a Cormanthor em busca de Conselhos. Sem nossos comandantes, precisaremos redefinir muitas operações. Foram baixas lastimáveis.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3992
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Barduk Amarkill em Seg Jan 08, 2018 2:48 am

*Barduk estava um pouco afastado fumando seu cachimbo enquanto via os elfos tagarelarem repetindo a frase de Sig em voz alta sem se dar conta*
-Quantos dedos você tem...?

*uma nova tragada, uma fumaça expeça e longa*
-Sr. Mornmist partilhamos de histórias parecidas. Vim pra estas terras como um aventureiro, tido como desordeiro por muitos e tive uma tropa caída em minhas mãos ansiando por liderança. Você era um soldado, teve seus líderes cruelmente assassinados e agora esta tropa clama por uma liderança a qual você está destinado, ouça o chamado do grande Corellon e guie seu povo. Não tenho apreço por Fiin Goldpetal, por mim ele já estaria preso nas masmorras de Gauntlgrym, mas sei reconhecer um homem com algum valor quando o vejo. Se o borra botas do Finn é este elfo das lendas, dê a ele a chance de mostrar que não é um completo paspalho, estabeleça-se pela região, observe-o, esfole-o se assim o desejar e somente assim saberá porque nem mesmo Bane conseguiu dar cabo dele.

*observa a reação do Elfo, traga novamente a cachimbo, como aquilo era bom*
-eu proponho o seguinte Hallamar Mornimist

*fica de pé e segue até ficar de frente para o elfo*
-vocês se estabelecem nesta região, sob sua bandeira tendo a Finn Goldpetal total liberdade para interrogar e observar ou até mesmo prendê-lo se assim o desejar. Neste meio tempo nos ajudam em nossa contenda com os orcs e zentharins e quando vocês decidirem que é hora de retomar suas terras eu marcharei com vocês...Você terá tempo pra pensar, aliás vocês fazem muito isso. E neste meio tempo partirei para Arabel em busca de algum apoio político.
avatar
Barduk Amarkill

Mensagens : 573
Data de inscrição : 12/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Felipe em Seg Jan 08, 2018 3:30 am

O Akh´Velahr reconhecia a sabedoria de um líder-nato em Barduk. Não eram preciso muitas palavras entre os chamados "Irmãos de Armas".

O elfo concordava com os termos, e acrescenta:
- Sei que a maior das armadilhas não foi para Finn Goldpetal, mas para o Akh´Velahr. Enviados contra um bode-expiatório, deparamos com um inimigo muito maior e mais perverso. Fey´ris de poder imenso, que não deveriam estar vivos, sequer. Isto quer dizer que muitas informações nos escaparam á compreensão. Mas não àqueles que nos enviaram. Não acredito que um Alto Mago se voltaria contra seu próprio Povo. Mas é do feitio dos humanos permear mentiras impensáveis na forma de verdades escusas. Os magos os queriam fora daqui, e Finn era um obstáculo. então fomos enviados, coagidos até, atrás dele, e tiraríamos o empecilho à sua captura. Aceitarei seus termos, Thurmaz. Mas não sem antes voltar a Cormanthor e encontrar nossos próprios Reis em busca de orientação.

Ele fica um longo instante em silêncio, e então continua:
- Deixaremos um grupo de sentinelas. eles guardarão suas fronteiras até nosso regresso. Mas não posso falar pelas forças livres que nos seguem. Como os Flechas-verdes de Storm Silverhand que se juntaram à nossa busca, há também clérigos de Shevarash entre nós. E nem todos ficarão confortáveis sabendo de um assentamento de drows nesta região. Talvez procurem informação, ou talvez procurem confusão. Eles não respondem ao Akh´Velahr. Lidar com eles ficará por conta de vocês.

Mais um instante de silêncio:
- De minha parte, pesquisei um pouco entre os bardos de sua cidade. Aprendi um pouco sobre cada um de vocês. Como também pude aprender um pouco mais sobre Finn Goldpetal que não nos foi contado. Por exemplo, que o próprio Forjador o tem em boa conta. E isto deve ser levado em conta. Levarei minhas descobertas à Corte Tel´Quessir, em Cormanthor. Mas tenho um pedido, Barduk Amarkill. Que você leve a vossa história, e os contos de teus feitos, à Corte do Rei, na Floresta de Cormyr. Nem todos os lordes elfos se comunicam de bom grado, e tenho certeza que os lordes locais ficarão mais tranquilos sabendo por vocês de seus feitos.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3992
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Morë Olori em Seg Jan 08, 2018 10:55 am

- Sinto pela sua dor, mas deixaram sua marca e que sua história seja honrada!

*estende a mão para cumprimentar o elfo*

- Talvez nossos caminhos se cruzem mais algumas vezes, e que a Akh´Velahr, Andarilhos do Destino, Aufein Erel e Martelo das Almas possam cumprir cada qual seu papel no equilíbrio de Toril.

* afasta-se um pouco deixando os outros falarem, a tropa élfica seria uma ótima ajuda se ficasse por algum tempo a mais ali, uma aliança com eles, inclusive seria bom para o respaldo dos Andarilhos, olha para Barduk sorrindo, vendo que o mesmo conseguiu expressar exatamente o que estava em sua mente *

- Mais um pedido, pode me dizer quem é o líder destes clérigos? É melhor que conversemos antes de quaisquer problemas maiores.
avatar
Morë Olori

Mensagens : 1127
Data de inscrição : 13/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Barduk Amarkill em Seg Jan 08, 2018 11:09 am

''Magos de guerra tramando contra nós? que novidade pff. Malditos''

-Faça o que tem de fazer, reporte-se aos seus e leve minhas condolências por suas perdas. Enviarei meus emissários a sua corte, talvez possam acompanhá-lo por parte do caminho e assim soprar palavras sábias nos ouvidos certos.

-quanto aos flechas verdes, eu me entenderei com eles. Estão atrás do mesmo objetivo que eu, a líder deles e minha amiga pessoal está desaparecida e assim como eu querem encontrá-la. Já os clérigos...bem, estamos em tempo de paz nesta região, os drows que aqui estão fogem da aranha e estão sob a tutela do sr. Olori, não creio que estes irão procurar a discórdia. Qualquer que seja o motivo, aquele que procurar problemas irá enfrentar as leis de Lakeheaven e passará um bom tempo sob as montanhas de Gauntlgrym para refletir sobre seus atos. Como você deve ter visto, aqui não temos distinção de deuses, muito menos de raças, desde que haja respeito entre todos. Já temos guerras demais e alianças de menos, então toda ajuda que tivermos para o progresso desta região será bem vinda. Agradeço pelos conselhos, tomarei minhas providências.

<Off1> sozinhos ou acompanhados o anão enviará emissários a corte élfica contando sobre sua movimentação no Norte de Cormyr. O embate contra os xamãs, chamas-rubras, feiry´s, lobisomens e gigantes. Na condição de Thurmazz gostaria de se reunir com a corte élfica para tratar possíveis acordos de paz e de aliança frente ao avanço de demônios e criaturas de underdark em toda a região, inclusive Myth Drannor <off>

<off2> reforçará a guarda de Lakeheaven com os zenthils evitando conflitos com os povos élficos e drows <off>
avatar
Barduk Amarkill

Mensagens : 573
Data de inscrição : 12/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Felipe em Seg Jan 08, 2018 8:06 pm

* Monte sua comitiva rumo à Corte em Cormyr, não à corte dos homens, mas à corte dos Elfos, na Floresta do Rei.
Eles partirão assim que estiverem prontos.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3992
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Barduk Amarkill em Ter Jan 09, 2018 9:08 am

Comitiva:

*Dórin: Era o líder de sua guarda, experiente e sabia sempre o que Barduk estava pensando.

*Ragool: Seu conhecimento em histórias e a forma em como as contava levaria os ventos certos até a Côrte élfica.

*Kiergan: Esteve em Myth Drannor e sabe o que há por lá.

*Mordin: Seu conhecimento em demonologia poderia trazer a esperança dos elfos em combater os terríveis demônios que assolavam a Cidade perdida.

*David: O diplomata da companhia, além das negociações poderia adquirir mais conhecimento sobre a história escrita no livro que encontrou. Elfos detinham muito conhecimento e talvez pudessem ajudar com o netherese antigo.

Fora isso a comitiva será composta por mais 10 soldados da companhia divididos entre infantaria a atiradores.
avatar
Barduk Amarkill

Mensagens : 573
Data de inscrição : 12/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Felipe em Ter Jan 09, 2018 10:13 am

Hallamar enviará dois de seus homens de confiança nesta expedição rumo à cidade Vésper, e depois à Floresta do Rei, no coração de Cormyr.
Seguirão por trilhas élficas, portanto muito mais rápidos que qualquer batedor poderia acompanhá-los.

Eles partirão ao amanhecer, em 2 dias. Tempo do luto da maior parte do Akh´Velahr, e hora de voltar pra casa.

Seria tempo de reunirem mais informações, e preparar os aliados certos.

Barduk nunca teve paciência pra lidar com grandes planos e estratégias elaboradas. Mas começava a gostar disso. Confiar nos "dedos de sua mão". Começava a sentir fluir em seu coração a liderança de que Sigfried sempre falou, e a sensação era gratificante.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3992
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Felipe em Ter Jan 09, 2018 10:20 am

Complementando:

O comandante Akh´Velahr diz:
- Acredite em mim, você, de todos, não vai querer "conversar" com ele. Só vai provocá-lo. Deixe-os em tocaia e dê-lhes espaço. Já falei, os servos de Shevarash não respondem a ninguém, a nenhum comando. E não confiam em você, um drow que se faz bonzinho à plena vista? Nem mesmo Drizzt, que tinha o apoio de 3 das SETE Irmãs, foi tão ousado assim.
avatar
Felipe
Admin

Mensagens : 3992
Data de inscrição : 12/10/2015
Idade : 40
Localização : São José dos Campos - SP

http://ospilaresdodestino.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Morë Olori em Ter Jan 09, 2018 10:29 am

Não sou Drizzt, é importante entender as diferenças. Mas obrigado pelo conselho, irei tomar as providências necessárias.

*chama Alak e pede para deixar Varla de sobreaviso.

O Druida logo após iria ele mesmo covnersar com a drow, Gutz e Jegred, sobre os pontos de vigia, para evitar problemas, assim como a guarda Zentil que Barduk ofereceria.*

_________________
avatar
Morë Olori

Mensagens : 1127
Data de inscrição : 13/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A tropa, opositora ou aliada?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum